Viciado em internet? Especialistas pregam desintoxicação da tecnologia

By | 20/04/2012

Resumo: Psicóloga aponta aumento no número de dependentes no mundo virtual.

vicionet2 150x150 Viciado em internet? Especialistas pregam desintoxicação da tecnologia

Professora de etiqueta também ensina regras para o uso da tecnologia.

 

Atualmente, o acesso à internet é muito fácil – e, muitas vezes, viciante. A rede está disponível no celular e em computadores portáteis de todos os tamanhos. A cada instante, tem gente que confere as atualizações de e-mail, das redes sociais… Mas é bom ficar atento. No NETV 1° Edição, especialistas pregam uma espécie de desintoxicação da tecnologia e alertam sobre as regras de etiqueta e educação que precisam ser respeitadas quando se está em público.
Raul Buarque, 23 anos, é fotógrafo e trabalha com o computador para fazer efeitos nas imagens, por isso passa a maior parte do tempo conectado. Quando não está trabalhando, usa o celular pra receber e enviar mensagens e acessar as redes sociais. “Eu fico conectado umas 17 horas por dia. [Só não fico conectado] quando eu estou dormindo”, diz. Raul não consegue ficar longe do mundo virtual nem mesmo quando está passeando. “Eu estava em Tamandaré, há pouco tempo, e dei uma desculpa aos meus pais para voltar ao Recife por causa da internet, meus pais nem devem saber disso, mas foi por conta da internet’, comenta.
Marcos Melo, 29 anos, faz vídeos para internet e confessa que é viciado em informação. Ele adora tecnologia e sente necessidade de estar conectado. Quando acorda, pega logo o celular para checar os emails e as redes sociais. “Nossa geração atual depende muito da informação. Ela cresceu com isso. Ela está toda hora buscando novas informações, o que está acontecendo ao seu redor’, fala.
Cibervício
É certo que não dá para viver sem a tecnologia. Ela está cada vez mais presente no trabalho e na rotina das pessoas. Mas todo excesso traz conseqüências. É cada vez maior o número de dependentes da internet. Gente que não consegue se desconectar do mundo virtual e precisa de tratamento na vida real.
A psicóloga Celina Azevedo conta que é cada vez maior o número de pacientes com problemas psiquiátricos por causa do vício na internet, que também é chamado de cibervício ou tecnose. A especialista aponta alguns sintomas. “Quando ela deixa os seus hábitos diários para ficar completamente voltada para a máquina. Quando ela deixa o mundo real e vive muito mais tempo no mundo virtual, vivendo um personagem.”
As consequências vão do isolamento a reflexos no próprio corpo. “Fisicamente, você pode desenvolver problemas de coluna, anorexia, uma série de problemas, uma vez que você não tem atividade física, sono. Há pessoas que trocam o dia pela noite”, diz.
Para os loucos por tecnologia que perdem a noção do tempo diante do computador, a psicóloga prega uma desintoxicação da tecnologia. “É preciso desintoxicar como qualquer outro viciado. Ficar um tempo longe do computador, da tecnologia, das redes sociais”, sugere.
Netiqueta
A cada dia mais gente se liga à rede mundial de computadores. Um universo que nem sempre respeita as regras da etiqueta, ou da netiqueta, o conjunto de normas para o uso da tecnologia. A professora de etiqueta social Mara Abreu dá algumas dicas. “É deselegante passar email com uma lista enorme de contatos e postar direto tudo o que você está fazendo, falar alto em locais públicos.” E qual é a norma geral para não sair da linha na tecnologia? “A medida certa é usar o bom senso na forma de usar essas tecnologias”, opina.
Fonte: G1 PE
pixel Viciado em internet? Especialistas pregam desintoxicação da tecnologia

Share and Enjoy

Category: Artigos

About Sergio Prandi

Sou uma pessoa simples, caseiro, casado com 5 filhos, (agora 10 porque minhas noras e genros moram no meu coração igualmente) 59 anos de idade muito bem vividos. Nasci filho de comerciante e desde muito novo lido com o público e comércio, Formado em Biologia morei 13 anos em um sítio próprio, onde tive a grande oportunidade de conhecer um mundo totalmente novo. De volta a cidade, trabalhei mais uma vez com vendas, agora voltado a telefonia móvel, Nextel e Claro e finalmente nos últimos dois anos como Corretor de Imóveis. Desde fevereiro de 2012 abracei a oportunidade de trabalhar exclusivamente pela internet, e a cada dia sou mais apaixonado por esse ramo. Você pode entrar em contato comigo das seguintes formar email - sergio@lucrardecasa.com /- Skype - sprandi50 /- watssapp 5513996553692

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

CommentLuv badge